Uma apresentação do manuscrito inédito de João Köpke: Versos para os pequeninos

Norma Sandra de Almeida Ferreira

Resumo


Neste estudo apresentamos, à luz da História Cultural, Versos para os pequeninos, manuscrito inédito e escrito do próprio punho por João Köpke (1852-1926), educador, autor de livros escolares, intelectual republicano do século XIX. Nosso objetivo é explorar a configuração composicional desse manuscrito interrogando sua materialidade, práticas e finalidades de leitura e de escrita, previstas para uso escolar de leitores infantis. Situamos tal manuscrito no contexto da produção para crianças desse período e no contexto das próprias obras publicadas por Köpke. Concluimos destacando a singularidade desse manuscrito e o reconhecemos como pertencente a um gênero discursivo pouco pesquisado na história da leitura e dos livros para crianças, distinto das publicações no período histórico-cultural-educacional em que ele se encontra circunscrito, e ainda bastante distinto da produção impressa do próprio João Köpke.

Palavras-chave


João Köpke; manuscrito; poemas infantis

Texto completo:

PDF

Referências


ATHAYDE, T. [Alceu Amoroso Lima]. Um Precursor. O Estado de São Paulo. São Paulo, p. 3, 3 ago. 1926.

ALMEIDA, P. D. Páginas Infantis. São Paulo: Escolas Profissionaes Salesianas, 1914.

ARROYO, L. Literatura infantil brasileira. São Paulo: Melhoramentos, 1990.

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. Tradução de Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

BAKHTIN, M. (Volochinov). Marxismo e Filosofia da linguagem – Problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. Tradução de Michel Lahud e Yara Frateschi Vieira. 11. ed. São Paulo, Editora Hucitec, 2004.

CAETANO, J. M.; OLIVEIRA, R. M. As letras capitulares na ilustração dos livros infantis em Portugal nos séculos XIX e XX. In: ENCONTRO NACIONAL DE TIPOGRAFIA. 2., 2011, Aveiro. Atas do II Encontro Nacional de Tipografia. Aveiro: Universidade de Aveiro, 2012. Disponível em: . Acesso em: 10 out. 2013.

CASTRO, F. G. R. De cosas y centros de interés. In: ESCOLANO, B. A. Historia ilustrada del libro escolar en España. Madrid: Fundación Germán Sánchez Ruipérez, 1998. p. 449-466. Vol. 1: Del Antiguo Régimen a la Segunda República; Vol. 2: De la posguerra a la reforma educativa.

CAVALLO, G.; CHARTIER, R. (Org.). História da leitura no mundo ocidental. Tradução de Fúvia M.L. Moretto. São Paulo: Ática, 1999.

CERTEAU, M. de. A invenção do cotidiano. Tradução de Ephaim Ferreira Alves. Petrópolis: Vozes, 1994. Vol. 1: Artes de fazer.

CHARTIER, R. A história cultural: entre práticas e representações. Tradução de. M. M. Galhardo.Lisboa: Difel, 1990.

FERREIRA, N. S. A. Um estudo sobre “Versos para os pequeninos”, manuscrito de João Köpke. 315f. Tese (Livre docência) – Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 2014.

______. Una presentación del manuscrito inédito de João Köpke: Versos para os Pequeninos. In: COLOQUIO DE HISTORIA DE LA EDUCACIÓN: Arte, Literatura y Educación, 18, 2015, Barcelona. Actas del XVIII Coloquio de Historia de la Educación: Arte, literatura y educación. Barcelona, Espanha: Publicacions de la Universitat de Vic - Universitat Central de Catalunya, 2015. v. 2. p. 320-332.

FIGUEIREDO MOLINA, R. Laudo Pericial Grafotecnico. Laboratório de Perícias Prof. Dr. Ricardo Molina de Figueiredo. Campinas. Expedido em 19 de dezembro de 2013.

HILSDORF, M. L. S. Francisco Rangel Pestana: jornalista, político, educador. 1986. 343 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, 1986.

KÖPKE, J. Carta Prefácio à Sra. Presciliana Duarte de Almeida.(1907). In: ALMEIDA, P. D. Páginas Infantis. São Paulo: Escolas Profissionaes Salesianas, 1914. p.XXXII a p. XLIII.

______. A Poesia nas escolas (Um livro de Zalina Rolim). A Província de São Paulo. São Paulo, p. 1, 28 jan. 1896.

LAJOLO, M.; ZILBERMAN, R. Literatura infantil brasileira: histórias e histórias. São Paulo: Ática, 1988.

MENESES, J. G. de C. Discurso de posse do acadêmico João Gualberto de Carvalho Meneses. Academia Paulista de Educação. São Paulo, 21 out. 1980. Disponível em:

. Acesso: 10 out. 2012.

MIGNOT, A. C. V. (Org.). Cadernos à vista: escola, memória e cultura escrita. Rio de Janeiro. EDUERJ, 2005.

______. Vitrine de guardados: exposições de escritas ordinárias. Bragança Paulista: EDUSF, 2002.

MORTATTI, M. R. L. Os sentidos da alfabetização: São Paulo – 1876/1994. São Paulo: Editora Unesp; Brasília: MEC/Inep/Comped, 2000.

______. João Köpke. In: FÁVERO, M. L. A.; BRITTO, J. M. (Org.). Dicionário de educadores no Brasil: da colônia aos dias atuais. Rio de Janeiro: UFRJ, 2002. p. 546-554.

PANIZZOLO, C. João Köpke e a escola republicana: escritor de leitura, escritor da modernidade. 2006. 335 f. Tese (Doutorado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Programa de Pós-graduação em História, Política e Sociedade, São Paulo, SP, 2006.

PETRUCCI, A. La escritura manuscrita y la imprenta: ruptura o continuidad. In: ______. Alfabetismo, escritura, sociedade. Tradução de Juan Carlos G. Vitale. Barcelona: Geedisa Editorial, 1999. p. 117-128.

PIZA, M. A. T. Zalina Rolim: poetisa e educadora. Itu: Ottoni Editora, 2008.

ROLIM, Z. Livro das Crianças, (1897). (edição fac-símile) In: PIZA, M. A. T. Zalina Rolim: poetisa e educadora. Itu: Ottoni Editora, 2008.

SANTOS, M. L. C. K. Lendo com Hilda: João Köpke - 1902. 2013. 229 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, São Paulo, 2013.

SVENBRO, J. A Grécia arcaica e classica, a invenção da leitura silenciosa. In: CAVALLO, G. e CHARTIER, R. (Org.). História da leitura no mundo ocidental. Tradução de Fúlvia M. L. Moretto. São Paulo: Ática, 1999. Cap.1, p. 41-70.

VIEIRA, A.; ALMEIDA, J. L. Contos infantis em verso e prosa. 14. ed. Rio de Janeiro: Livraria Francisco Alves, Paulo Azevedo & Cia, 1922.

ZILBERMAN, R. O estatuto da literatura infantil. In: ZILBERMAN, R.; MAGALHÃES, L. C. Literatura infantil: autoritarismo e emancipação. São Paulo: Ática, 1982. p. 3-25.




DOI: https://doi.org/10.34112/2317-0972a2016v34n67p51-67

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Leitura: Teoria & PráticaAssociação de Leitura do Brasil (ALB)
e-ISSN: 2317-0972 - ISSN da edição impressa: 0102-387X
DOI: https://doi.org/10.34112/2317-0972

Licença Creative Commons