Letramento digital: processos cognitivos e afetivos na produção escrita de jovens

Sérgio Vale da Paixão, Leonardo Lemos de Souza

Resumo


Em contextos cada vez mais tecnológicos, torna-se cada vez mais urgente repensar o processo de ensino e aprendizagem a fim de levar em consideração a formação integral dos discentes. Ensinar e aprender em tempos digitais tem sido o grande desafio da escola contemporânea já que os inúmeros meios de interação e comunicação, que são as redes sociais da Internet, têm competido consideralvelmente com a escola. O presente artigo problematiza o trabalho com a produção escrita na escola, defendendo que a cognição e a afetividade encontram-se indissóciáveis, em busca de uma formação integral dos educandos. Defende-se não só a formação acadêmico-científica, mas a formação emocional dos estudantes. Por meio da literatura especializada e a partir de nossa experiência na docência, procuramos apresentar uma discussão sobre o tema das novas tecnologias e as subjetividades contemporâneas na educação, principalmente no que diz respeito à produção escrita.

Palavras-chave


novas tecnologias; cognição; afetividade; produção escrita

Texto completo:

PDF

Referências


ADORNO, T. W. Educação e Emancipação. Tradução de Wolfgang Leo Maar. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995.

ALMEIDA, L. S. Facilitar a Aprendizagem: Ajudar os alunos a aprender e a pensar. Revista Psicologia Escolar e Educacional, Universidade do Minho, v.6, n. 2, p. 155-165, 2002.

ARAÚJO, U. F. A dimensão afetiva da psique humana e a educação em valores. In: ARANTES, V. A. (org.). Afetividade na escola: alternativas teóricas e práticas. São Paulo: Summus, 2003. p. 153-169.

AUSUBEL, D. P. The psychology of meaningful verbal learning. New York: Gruneand Stratton, 1963.

BAKHTIN, M; VOLOSHINOV, V. [1929]. Marxismo e filosofia da linguagem. Tradução de Michel Lahud e Yara Frateschi Vieira. São Paulo: Hucitec, 1992.

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. Tradução de Paulo Bezerra. São Paulo, Martins Fontes, 1992.

CAPRA, F. A teia da vida: uma nova compreensão científica dos sistemas vivos. Tradução de Newton Roberval Eichemberg. São Paulo: Cultrix, 1996.

COUTO, E. S.; ROCHA, T. B. A vida no Orkut: narrativas e aprendizagens nas redes sociais. Salvador: EDUFBA, 2010.

DREYFUS, H. L.; RABINOW, P. Michel Foucault. Uma Trajetória Filosófica. Para além do estruturalismo e da hermenêutica. Tradução de Vera Porto Carreiro. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995.

KILPATRICK, W. H. Educação para uma sociedade em transformação. Tradução de Renata Gaspar Nascimento. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011.

MAHONEY, A. A.; ALMEIDA, L. R. A dimensão afetiva e o processo ensino-aprendizagem. In: MAHONEY, A. A.; ALMEIDA, L. R. Afetividade e aprendizagem: contribuições de Henry Wallon. São Paulo: Edições Loyola, 2007. p. 11-30.

MANSANO, S. R. V. Sujeito, subjetividade e modos de subjetivação na contemporaneidade. Revista de Psicologia da UNESP, v. 8, n. 2, p. 110-117, 2009.

MATURANA, H. Emoções e linguagem na educação e na política. Tradução de Jose Fernando Campos Fortes. Belo Horizonte: UFMG. 2002.

MENEGASSI, R. O processo de produção textual. In: SANTOS, A. R.; GRECO, E. A.; GUIMARÃES, T. B. (Org.). A produção textual e o ensino. Maringá: Eduem, 2010. p. 75-102.

MORENO, M.; SASTRE, G. O significado afetivo e cognitivo das ações. In: ARANTES, V. A. (org.) Afetividade na escola: alternativas teóricas e práticas. São Paulo: Summus, 2003. p. 87-106.

MOSTEIRA, J. J. M.; STOBÄUS, C. D. Afetividade: a manifestação dos sentimentos na educação. Porto Alegre – RS, ano XXIX, n. 1 (58), p. 123 – 133, jan./abr. 2006.

PAIXÃO, S. V. Sentimentos na rede e educação: um estudo a partir das narrativas de jovens no Facebook. 2016. 136 f. Tese (Doutorado em Psicologia)– Faculdade de Psicologia, Universidade Estadual Paulista, Assis, 2016.

______. Produção escrita e Letramento Digital: interfaces na escola e nas redes sociais. Londrina, 2012. 125 f. Dissertação (Mestrado em Estudos da Linguagem)– Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2012.

PRENSKY, M. Education to better their world: unleashing the power of 21st-century kids. New York: Teachers College Press, 2016.

RECUERO, R. Redes Sociais na internet. Porto Alegre: Sulina, 2009.

ROJO, R. Letramentos Múltiplos, escola e inclusão social. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

SANTOS, J. F. O desafio de promover a aprendizagem significativa. Disponível em: . Acesso em: 16 fev. 2015.

SIBÍLIA, P. O Show do eu. A intimidade como espetáculo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Leitura: Teoria & PráticaAssociação de Leitura do Brasil (ALB)
e-ISSN: 2317-0972 - ISSN da edição impressa: 0102-387X