Os Congressos de Leitura do Brasil (1978-1987) como espaço para formação de professores

Renata Aliaga

Resumo


Este artigo apresenta apontamentos da pesquisa de doutorado intitulada: Congresso de Leitura do Brasil (1978-1987): espaço de formação, que parte do pressuposto de que os de que os COLEs se constituíram, ao longo dos quarenta anos de sua realização, num importante espaço de formação dos profissionais do ensino, especialmente os professores. O acervo histórico dos congressos possibilitou que a pesquisa buscasse, em sua documentação, especialmente naquela gerada no período de 1978 a 1987, indicadores da intenção de seus organizadores de fazer desse evento um espaço e um tempo de formação. Ao mesmo tempo, recolhemos depoimentos de participantes dessas edições do evento, no intuito de conhecer suas percepções em relação ao congresso. Essa investigação integra o projeto ALB: Memórias, que vem sendo realizado por docentes do Grupo de Pesquisa Alfabetização, Leitura e Escrita/Trabalho Docente na Formação Inicial (ALLE/AULA), da Faculdade de Educação da Unicamp.

Palavras-chave


Leitura; Congresso de Leitura do Brasil; Associação de Leitura do Brasil; formação docente; memória

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, L. T. Procura-se um formador – a produção universitária sobre ensino de português: uma ação reflexiva. Leitura Teoria & Prática, Campinas-SP, n. 29, p. 16-29, jun. 1997.

CELLARD, André. A análise documental. In: A pesquisa qualitativa: enfoques epistemológicos e metodológicos. Coautoria de Jean Poupart. Tradução Ana Cristina Nasser. 3. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.

CERTEAU, M. A operação histórica. In: CERTEAU, M. A escrita da história. Tradução Maria de Lourdes Menezes. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2002.

CERTEAU, M. A invenção do cotidiano 1: Artes de fazer. Tradução de Ephraim Ferreira Alves. 3. ed. Petrópolis, RJ: Editora Vozes, 1998.

CHARTIER, R. História Cultural: entre práticas e representações. Rio de Janeiro: Editora Bertrand Brasil; Lisboa [Portugal]: Difel, 1990.

CONGRESSO DE LEITURA DO BRASIL. Resumos. 1º COLE e 1º COBI. Campinas, SP: FE/Unicamp, 1978.

CONGRESSO DE LEITURA DO BRASIL. Resumos. 2º COLE. Campinas, SP: FE/Unicamp, 1979.

CONGRESSO DE LEITURA DO BRASIL. Anais. Comunicações Oficiais. 5º Congresso de Leitura do Brasil. Campinas, SP: FE/Unicamp; ALB. 1985.

FACULDADE DE EDUCAÇÃO. Relatório de Atividades do Departamento de Metodologia de Ensino, ano de 1977.

GERALDI, J. W. Por traz do Cole: a Associação de Leitura do Brasil. In: CONGRESSO DE LEITURA DO BRASIL, 18., Campinas, SP. Anais do 18 º Cole, Campinas-SP: ALB, 2012. Disponível em: http://alb.org.br/arquivo-morto/edicoes_anteriores/anais18/. Acesso em: 25 de mar. 2020.

GIARD, Luce. História de uma pesquisa. In: CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano 1: Artes de fazer. Tradução de Ephraim Ferreira Alves. 3. ed. Petrópolis, RJ: Editora Vozes, 1998.

NÓVOA, Antonio. Firmar a posição como professor, afirmar a profissão docente. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 47, n. 166, p. 1106-1133, dez. 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-15742017000401106&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 13 de julho de 2019. http://dx.doi.org/10.1590/198053144843.

OLIVEIRA, Larissa de Souza. Os espaços de leitura nas páginas do Congresso de Leitura do Brasil – COLE (1978-1993). 2018. Dissertação (mestrado) – Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, SP.

SANTOS, Geniana dos. Políticas Curriculares de Leitura: crise, antagonismo e negociação no Congresso de Leitura do Brasil (COLE). Curitiba: CRV, 2019.




DOI: https://doi.org/10.34112/2317-0972a2020v38n79p29-44

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Leitura: Teoria & PráticaAssociação de Leitura do Brasil (ALB)
e-ISSN: 2317-0972 - ISSN da edição impressa: 0102-387X
DOI: https://doi.org/10.34112/2317-0972

Licença Creative Commons