A arte como linguagem: um olhar sobre as práticas na educação infantil

Silvia Cordeiro Nassif Schroeder

Resumo


Este trabalho propõe uma análise crítica das práticas artísticas na Educação Infantil. Ancorado na concepção de desenvolvimento humano de Vigotski e na concepção de linguagem de Bakhtin, discute algumas questões que se tornam relevantes quando se toma a arte efetivamente como uma forma de linguagem. Entre os pontos levantados, destacam‑se as discussões sobre a importância das interações sociais e das questões de significação no trabalho com arte. A partir dessa análise, é possível pensar em caminhos mais integradores para a arte nesse contexto educativo, nos quais as linguagens artísticas sejam abordadas em total cumplicidade com as questões mais fundamentais do processo educacional.


Palavras-chave


Linguagens infantis; arte‑educação; Educação Infantil.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Leitura: Teoria & PráticaAssociação de Leitura do Brasil (ALB)
e-ISSN: 2317-0972 - ISSN da edição impressa: 0102-387X