Aula de leitura no contexto sociocultural do cordel

Linduarte Pereira Rodrigues, Rodrigo Nunes da Silva

Resumo


O artigo fomenta uma reflexão sobre o uso dos folhetos de cordel nas aulas de leitura, tendo em vista as tradições orais de transmissão cultural. É uma pesquisa-ação de natureza qualitativa, que partiu de leituras efetuadas em Rodrigues, em Bakhtin e Voloshinov e nos Parâmetros Curriculares Nacionais, entre outras bases teóricas, indagando sobre o modo adequado para se desenvolver atividades de leitura interativas com trocas de experiências a partir dos folhetos de cordel produzidos no Nordeste brasileiro. Tomou-se o cordel como material discursivo, sociocultural e sociolinguístico que engloba experiências do cotidiano de sala de aula, reforçando o vínculo escola-vida. Levando-se em consideração o contexto cultural como perspectiva de ensino, a proposta encontra seu valor nas práticas educativas regionais que a educação básica poderá agenciar em prol de um letramento escolar.


Palavras-chave


Letramentos sociais; ensino de leitura; folhetos de cordel

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, M. Diferença e desigualdade: preconceitos em leitura. In: MARINHO, M. (Org.). Ler e navegar – espaços e percursos da leitura. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2001. p. 139-157.

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. 4. ed. Trad. P. Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

BAKHTIN, M. (Voloshinov). Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo: Hucitec, 2004.

BHABHA, H. K. O local da cultura. Tradução de Miryam Ávila, Eliana Lourenço e Gláucia Gonçalves. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 1998.

BORTONI-RICARDO, S. M. O professor pesquisador: introdução à pesquisa qualitativa. São Paulo: Parábola, 2008.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental: Língua Portuguesa. Brasília: MEC; SEB, 1998.

CANDAU, V. M. F. Ser professor/a hoje: novos confrontos entre saberes, culturas e práticas. Educação, Porto Alegre, v. 37, n. 1, p. 33-41, jan./abr. 2014. Impresso.

EVARISTO, M. C. O cordel em sala de aula. In: BRANDÃO, H. N. Gênero do discurso na escola: mito, conto, cordel, discurso político, divulgação cientifica. São Paulo: Cortez, 2000. p. 119-140.

FERRAREZI JR., C. Semântica para educação básica. São Paulo: Parábola, 2008.

GERALDI, J. W. A aula como acontecimento. São Carlos, SP: Pedro e João, 2010.

MELLO, B. de A. “Movência” de paradigmas no cordel: do canto ao ciberespaço. In: SÁ JÚNIOR, L. A. S.; OLIVEIRA, A. P. (Org.). Literatura e ensino: reflexões e propostas. Natal, RN: EDUFRN, 2013. p. 285-300.

RODRIGUES, L. P. O apocalipse na literatura de cordel: uma abordagem semiótica. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal da Paraíba - UFPB, João Pessoa, 2006.

RODRIGUES, L. P. Cultura clássica, cultura vulgar: considerações acerca do ideal de autor, leitor e leitura. Sociopoética, Campina Grande, PB, n. , p. 1-16, 2009.

RODRIGUES, L. P. Vozes do fim dos tempos: profecias em escrituras midiáticas. Tese (Doutorado) – Universidade Federal da Paraíba - UFPB, João Pessoa, 2011.

RODRIGUES, L. P. Atitude responsiva na interação verbal: a relevância do contexto para a significação/compreensão leitora. Linguística aplicada em foco: Práticas e propostas de ensino de língua materna na formação continuada de professores, Campina Grande, PB: Realize, 2012, p. 637-649.

RODRIGUES, L. P. O “entre-lugar” dos folhetos de cordel no século XXI. Revista do GT de Literatura Oral e Popular da ANPOLL – Londrina, PR: Boitatá, 2014. p. 158-176.

RODRIGUES, L. P. Folhetos de cordel no ensino de língua materna: aspectos culturais e formação docente. Revista do Gelne, Natal, RN, p. 140-167, 2016.

SILVA, R. N. da. Representação do homem do nordeste e identidade masculina na literatura de cordel. (Monografia de graduação) – Universidade Estadual da Paraíba – UEPB, Campina Grande, 2014.

SILVA, R. N. da. Folhetos de cordel no letramento escolar: a aula de leitura revisitada. Dissertação (Mestrado) – Universidade Estadual da Paraíba – UEPB, Campina Grande, 2017.

STREET, B. What’s 'new' in New Literacy Studies? Critical approaches to literacy in theory and practice. Current Issues in Comparative Education, v. 5, n. 2, p. 77-91, 2003.

STREET, B. Letramentos sociais: abordagens críticas do letramento no desenvolvimento, na etnografia e na educação. Tradução de Marcos Bagno. São Paulo: Parábola, 2014.

ZUMTHOR, P. A letra e a voz. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Leitura: Teoria & PráticaAssociação de Leitura do Brasil (ALB)
e-ISSN: 2317-0972 - ISSN da edição impressa: 0102-387X