A brincadeira de papéis sociais e a formação de bases para a apropriação da linguagem escrita pela criança pré-escolar

Michelle de Freitas Bissoli, Aline Janell de Andrade Barroso Moraes

Resumo


A apropriação da cultura escrita pela criança é um processo longo e complexo, que se inicia muito antes de sua entrada na escola. Vigotski postula que o desenvolvimento da capacidade simbólica e o controle de conduta são condições essenciais para o desenvolvimento da capacidade de ler e escrever. Essas capacidades são exercitadas por diferentes atividades, especialmente o brincar de faz-de-conta. Este texto objetiva refletir sobre as relações entre o brincar e o desenvolvimento da linguagem escrita, com base nas contribuições da Teoria Histórico-Cultural. Partimos do pressuposto de que o conhecimento dos professores a respeito da pré-história da escrita pode contribuir para um trabalho pedagógico mais efetivo na formação de leitores e autores.


Palavras-chave


Brincadeira de papéis sociais; pré-história da linguagem escrita; educação infantil

Texto completo:

PDF

Referências


ARENA, D. B. Unidades e funções em linguagem: implicações pedagógicas da teoria histórico-cultural. In: CAÇÃO, M. I.; MELLO, S. A.; SILVA, V. P. (Org.) Educação e Desenvolvimento Humano: Contribuições da abordagem histórico-cultural para a educação escolar. Jundiaí: Paco Editorial, 2014.

BISSOLI, M. F. Por uma pedagogia de formação da personalidade da criança: o professor como um especialista em desenvolvimento infantil. In: BRITO, Luiz Carlos Cerquinho de (Org.). Processos de aprendizagem e construção do conhecimento. Manaus: CEFORT/EDUA, 2006.

BOMFIM, J. C. O papel do brincar na apropriação da linguagem escrita. 2012. 111 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, São Paulo, 2012.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Brasília: MEC/SEB, 2010.

ELKONIN, D. B. Problemas psicológicos do jogo na idade pré-escolar. In: DAVÍDOV, V.; SHUARE, M. (Org.). La Psicologia Evolutiva y Pedagógica em la URSS. Moscou: Editorial Progresso, 1987.

FREIRE, P. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. São Paulo: Autores Associados, 1989.

LAZARETTI, L M. A brincadeira de papéis sociais e o ensino sistematizado. In: MARTINS, L. M.; ABRANTES, A. A.; FACCI, M. G. D. (Org). Periodização histórico-cultural do desenvolvimento psíquico: do nascimento à velhice. Campinas: Autores Associados, 2016.

LEONTIEV, A. O desenvolvimento do psiquismo. São Paulo: Centauro, 2004.

LEONTIEV, A. N. Os princípios psicológicos da brincadeira pré-escolar. In: VIGOTSKI, L. S.; LURIA, A. R.; LEONTIEV, A. N. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. São Paulo: Ícone, 2014.

MARCOLINO, S. A mediação pedagógica na educação infantil para o desenvolvimento da brincadeira de papéis sociais. 2013. 185 f. (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual Paulista/UNESP, Marília, 2013.

MELLO, S. A. Linguagem, consciência e alienação: o óbvio como obstáculo ao desenvolvimento da consciência crítica. Marília: Unesp-Marília-Publicações, 2000.

MORAES, Aline Janell de Andrade Barroso. A atividade pedagógica do professor e o processo de apropriação da linguagem escrita pela criança pré-escolar: um estudo a partir da abordagem histórico-cultural. 2015. 241 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2015.

VIGOTSKI, L. S. A brincadeira e o seu papel no desenvolvimento psíquico da criança. Revista Virtual de Gestão de Iniciativas Sociais, Rio de Janeiro, UFRJ, n. 8, abr. 2008.

VYGOTSKI, L. S. Obras escogidas. v. 2. Madrid: Antônio Machado Livros, 2014.

VYGOTSKI, L. S. Obras escogidas. v. 3. Madrid: Antônio Machado Livros, 2012.




DOI: https://doi.org/10.34112/2317-0972a2020v38n78p35-49

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Leitura: Teoria & PráticaAssociação de Leitura do Brasil (ALB)
e-ISSN: 2317-0972 - ISSN da edição impressa: 0102-387X
DOI: https://doi.org/10.34112/2317-0972

Licença Creative Commons